Loading...

sexta-feira, 6 de maio de 2011

STUDY e WORK (Estudar e trabalhar no exterior) - 10 Dicas Fundamentais


 STUDY e WORK (Estudar e trabalhar no exterior)
A quem interessa? O programa Study & Work é para quem deseja estudar em países onde é permitido trabalhar legalmente.
Objetivos? 
- Desenvolver o inglês (na escola e na rotina do dia a dia);
- Obter vivência internacional;
- Enriquecer culturalmente;
- Reduzir custos, recuperar o investimento ou até aumentar o capital quando a estadia se prolonga no país do programa;
 
Onde? Os países que permitem que o estudante brasileiro estude e trabalhe legalmente são IrlandaInglaterraEscóciaAustrália e Nova Zelândia.

10 DICAS FUNDAMENTAIS
1Escolha países que permitam ao brasileiro trabalhar legalmente;
2- Informe-se com a Mundial sobre os trâmites de visto para cada um. Dependendo do seu perfil isso pode ser crucial na sua escolha;
3- Descubra o período mínimo de curso de cada país para se poder solicitar o visto de estudante (Exemplos: Austrália - 14 semanas, Irlanda - 6 meses);
4- Tenha bem claro que o emprego é você quem vai buscar. Só não trabalha quem não quer ou não se submete a empregos como garçon, ajudante de cozinha, faxineiro, barman, etc. Se você se vê executando funções desse tipo, você arrumará emprego;
5- Evite cidades com muitos brasileiros e evite destinos onde já tem amigos. Se não for possível evitar isso, ao chegar lá, procure fazer amizade com estrangeiros o mais rápido possível;
6- Saiba que há cursos mais baratos e mais caros. Pergunte ao seu consultor da Mundial sobre as diferenças para determinar o que terá diante do que pretende pagar;
7- Escolha o destino com um clima que te agrade;
8- Contrate apenas um mês de casa de família, mas não crie expectativas sobre ela. Trata-se de uma acomodação provisória até que encontre um lugar definitivo para ficar. Normalmente sua acomodação definitiva será apartamento dividido com os estrangeiros que conhecerá na escola;
9- Tenha consciência que nesse tipo de programa a sua atitude é o mais importante para se obter êxito. Quem consegue viver mais de três meses no exterior sem falar português nem conviver com brasileiros, apresenta um desenvolvimento muito bom no idioma;
10- Saia do Brasil sabendo que terá vários desafios. Quem tem isso em mente, tem muito mais chances de obter sucesso.

Fonte: http://www.mundialintercambio.com.br

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Transporte Público Londres - Centro

Como se deslocar em Londres Centro - Transporte público de Londres

Como se deslocar em Londres Centro - Transporte público de Londres

Londres Centro, Inglaterra


Como se deslocar em Londres Centro | Conexões desde os Aeroportos | Informação turística |Página inicial de Londres Centro

Como se deslocar Londres - Centro

 O transporte público é o melhor meio para se deslocar pela capital. Em Londres você pode utilizar principalmente o metrô,ônibustrem bicicleta. O metrô de Londres, conhecido também pelo pseudônimo “Tube”, é o meio mais rápido e fácil para deslocar-se pela capital.
 O metrô em Londres
Greater London conta com 12 linhas de metrô, além do trem Docklands (DLR) e encontra-se interconectado com a rede de trem local. Os trens operam desde as 05:00 da manhã de segunda a sábado. Entretanto, os horários estão mais restringidos aos domingos. Recomendamos que visite o site de Transport for London
Você também pode fazer o Donload dos seguintes mapas:
Transporte público em Londres, Inglaterra. Aprenda inglês no Reino Unido
Transport for London edita mapas e guias gratuitos para lhe ajudar a descolar-se pela cidade e estão disponíveis em qualquer estação do  metrô. Os escritórios de informação de London Travel vendem passagens e fornecem mapas gratuitos. Existem centros em todos os terminais do aeroporto de Heathrow, nas principais estações de Londres e no Centro de Visitantes “Britain and London”
Para os estudantes que querem uma estadia em Londres bem planejada, recomendamos planejar seu itinerário com antecedência para não perder nem um minuto de tempo! Planejador de rotas de Transport for London


Fonte: www.StudyGlobal.net

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011



      Reino Unido ... (United Kingdom) VISTOS




Solicitações de vistos de estudante e dependente de estudante para o Reino Unido (somente são considerados dependentes os filhos/as menores e o/a cônjuge do estudante. Companheiros não são considerados dependentes)
Vistos de estudantes e seus dependentes
Atenção: somente são considerados dependentes os filhos/as menores de idade e o/a cônjuge do/a estudante. União estável não é reconhecida para fins de dependência de visto de estudante.

Se você é cidadão brasileiro, portador de passaporte brasileiro, e está viajando para o Reino Unido para uma visita de negócios, turismo, seminários, congressos ou para estudos por um período de até seis meses, normalmente não precisará obter visto antes de sua viagem, mas leia atentamente as informações abaixo.
Observações importantes

Lembramos que turistas e visitantes brasileiros não têm permissão para permanecer no Reino Unido por mais de seis meses.

Toda pessoa que já tenha tido algum tipo de problema com o serviço de imigração Britânico é aconselhada a solicitar um visto independente do motivo e duração da viagem.

Se você possui, além do passaporte brasileiro, um passaporte da comunidade européia, não há necessidade de solicitar visto para estudar no Reino Unido. Basta que seu passaporte da comunidade européia esteja válido. Você deverá apresentar o passaporte brasileiro ao deixar o Brasil e o passaporte da comunidade européia na sua chegada ao Reino Unido. O passaporte da comunidade européia permite que você permaneça no Reino Unido pelo tempo que desejar.
Cursos com duração de mais de seis meses

Desde 13 de novembro de 2005, todos aqueles que não sejam membros da comunidade européia que desejarem permanecer no Reino Unido por mais de seis meses terão que obter uma permissão de entrada (visto) de um consulado Britânico antes de viajar. Assim, com essa nova regra, todo cidadão brasileiro que pretenda estudar no Reino Unido por mais de seis meses, independente do curso que vá fazer, terá que obter o visto antes de viajar.
Cursos de menos de seis meses

Brasileiros que pretendem estudar no Reino Unido por menos de seis meses não necessitam solicitar visto antes de viajar (desde que nunca tenham tido nenhum tipo de problemas com o serviço de imigração Britânico), e recebem a permissão de entrada no desembarque no Reino Unido, apresentando evidências de que estão aceitos no curso , evidências dos fundos disponíveis para o sustento do estudante enquanto estiver no Reino Unido e evidências das suas intenções de deixar o Reino Unido ao final do curso. Entretanto, se mesmo ciente de que não há necessidade de solicitar um visto, o estudante preferir solicitá-lo neste consulado, o pedido poderá nos ser enviado desde que observada a devida antecedência de aproximadamente dois meses. A documentação recomendada está descrita abaixo.
Atenção: desde 1º de janeiro de 2005 todos aqueles que pretendem estudar no Reino Unido devem se certificar que a instituição educacional onde pretendem estudar é registrado no "Department for Education and Skills Register of Education and Training Providers". Aqueles que queiram confirmar o registro podem acessar o sitewww.dfes.gov.uk/providersregister - acesse "search the Register", escreva o nome da escola e tecle "go". Se os detalhes da escola ou instituição aparecerem é sinal de que é reconhecida.
Informações gerais
Pedidos de visto para brasileiros somente podem ser feitos no Brasil e não serão aceitos em outros consulados ou embaixadas. No Brasil, somente o consulado Britânico no Rio de Janeiro recebe pedidos de vistos. Todos os pedidos de vistos devem ser enviados aos cuidados de:
Seção de Vistos
Consulado Geral Britânico
Praia do Flamengo 284/2 andar
Flamengo, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22210-030


A documentação sugerida para dar entrada no pedido do visto de estudante e seus dependentes está descrita abaixo. Entretanto você pode enviar qualquer outro documento adicional que acredite ser relevante ao seu processo. Favor não enviar objetos de valor.

  • Formulário VAF1, disponível em UKVisas. Cada solicitante deve preencher um formulário. Favor informar no formulário o seu endereço de correspondência completo, com CEP. Não nos responsabilizamos por documentos enviados a endereços incompletos.
  • Formulário STUDENT ADDITIONAL QUESTIONNAIRE, disponível em Formulários. Esse formulário é adicional ao VAF1, e deve ser preenchido em Inglês.
  • O passaporte original (atual e anteriores - se houver) de todos os que estiverem solicitando visto.
  • 2 fotos de cada solicitante tamanho 3 x 4 ou 3,5 x 4,5 com fundo branco. Fotos 5 x 7 não serão aceitas e o pedido será devolvido sem ser processado.
  • A carta de aceitação original no curso pretendido. Caso o curso já tenha iniciado você deverá apresentar uma carta de aceitação com data atualizada.
  • Evidências de onde ficará hospedado/a no Reino Unido. Caso vá ficar hospedado/a em casa de amigos ou parentes, uma carta-convite dos mesmos, confirmando a sua estadia. Não existe modelo de carta, esta deve ser escrita pela pessoa que vai lhe hospedar confirmando essa informação e informando o endereço e telefone de contato. Se não souber ainda onde vai ficar hospedado/a, informe isso por escrito.
  • Se o seu patrocinador estiver no Reino Unido (por motivo de estudos, moradia ou qualquer outro motivo) você deverá nos enviar uma cópia do passaporte do(a) mesmo(a).
  • O patrocinador, seja ele/ela quem for, deve explicar o motivo pelo qual está patrocinando o aluno em questão através de uma declaração por escrito. Esta declaração pode ser escrita em Inglês ou em Português. Se você tem mais de um patrocinador, cada um deverá escrever uma declaração.
  • Evidências de fundos disponíveis para o sustento do estudante no Reino Unido. Estes fundos podem ser evidenciados por exemplo, enviando os 6 últimos holerites (contracheques) e extratos bancários e/ou de poupança e/ou de investimentos ou equivalente, do estudante e/ou do patrocinador que vai pagar pela viagem. Se o patrocinador ou o estudante for autônomo/a ou empresário/a, deverá comprovar seus rendimentos mensais da forma que lhe for mais conveniente. Você pode nos enviar quaisquer documentos que evidenciem a existência dos fundos.
  • As evidências de seus estudos anteriores, no Brasil e/ou no exterior.
  • Se o solicitante do visto não for Brasileiro, cópia do RNE.
  • Certidão de casamento e/ou nascimento para aqueles que estejam solicitando visto como dependentes de uma pessoa que está estudando, lembrando que a união estável não é reconhecida para fins de dependência de vistos de estudante.
  • A taxa referente ao visto (por pessoa) e da postagem de retorno (taxas consulares). A taxa de postagem é opcional. Caso você venha apanhar a documentação pessoalmente não há necessidade de enviar a taxa de postagem. O cheque deve ser nominal ao Consulado Geral Britânico e conter no verso o nome completo, telefone e endereço do titular da conta corrente e o número de passaporte do solicitante do visto. O pagamento deve ser em Reais.
  • Caso você já tenha tido algum problema com o serviço de imigração Britânico, favor enviar as cartas recebidas por ocasião deste problema, se você ainda as possuir.
Devido ao grande volume de trabalho, solicitamos que evitem nos contatar para fazer perguntas após ter enviado o pedido de visto, pois esse procedimento causa atrasos no processamento dos pedidos. Caso seja necessário, nós entraremos em contato com o solicitante para resolver qualquer dúvida. O telefone de contato do solicitante é imprescindível para que possamos entrar em contato se houver necessidade. Se você possui telefone celular informe o número no formulário de pedido de visto.

Não agendamos entrevistas antes do recebimento do pedido de visto e da análise inicial do mesmo. Caso uma entrevista seja necessária o solicitante será notificado por carta ou por e-mail, enviado ao endereço de correspondência ou de e-mail informado no formulário VAF1.

Caso o/a Sr/Sra queira que o seu passaporte e documentos sejam devolvidos por SEDEX após o término do processo, favor incluir no cheque da taxa do visto a taxa de postagem, disponível em nossa tabela de preços.
taxas consulares
Informações adicionais
Extensão de vistos: caso o aluno decida por estender seus estudos após sua chegada no Reino Unido este deverá se dirigir ao Home Office (endereço abaixo) e solicitar a extensão do visto de estudante. Somente o Home Office pode estender vistos de estudantes - o Consulado Britânico não estende vistos. A solicitação da extensão deve ser enviada ao Home Office com pelo menos um mês de antecedência da data de expiração do visto.

Croydon Public Caller Unit
Lunar House
40 Wellesley Road
Croydon CR9 2BY

General enquiries: (+44) (0)870 606 7766
Application forms: (+44) (0)870 241 0645
www.ind.homeoffice.gov.uk
Trabalho para estudantes: aqueles que qualificarem na condição de estudantes e dependentes de estudantes poderão trabalhar até 20 horas semanais diurnas, desde que o estudante esteja freqüentando as aulas. O trabalho será em meio expediente e serve tão somente como um complemento para as despesas daqueles que se encontram estudando, e não pode ser a fonte de renda para custear os estudos tampouco poderá ser trabalho para o qual é exigida uma qualificação.

A pessoa que pretende estudar terá que comprovar, ao solicitar o visto, que possui meios de custear seus estudos sem a 
necessidade de trabalhar. Caso seja verificado que a pessoa terá que trabalhar para ter condições de pagar pelo curso e as despesas relacionadas (alimentação, acomodação, livros didáticos, lazer, etc) poderá ter seu pedido de visto recusado.
Seguro de viagem: o Reino Unido não exige seguro de viagem, mas é altamente recomendável viajar com o seguro para evitar quaisquer tipo de problemas em solo Britânico. O governo Britânico não tem qualquer obrigação de custear atendimento médico para estrangeiros.
Alteração da categoria de visto: a categoria de visto na qual uma pessoa é aceita em solo Britânico não pode ser alterada após sua chegada. Isso quer dizer que se uma pessoa viajar para o Reino Unido como turista não poderá trocar sua categoria para a de estudante uma vez que estiver no Reino Unido.


Fonte: www.bexintercambio.com.br

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Resultado do Concurso Intercâmbio Cultural de 1 Mês para Bournemouth, Inglaterra

 

Confira abaixo o estudante que irá participar de um intercâmbio cultutal, estudar e se divertir por 1 mês durante Janeiro de 2011 em Bournemouth, sul da Inglaterra. Se você não é o ganhador, não deixe de conferir a promoção especial da Angusti para Bournemouth. Apenas 10 vezes de R$390,00. Visite http://bournemouth.angusti.com.br

Ganhe um Intercâmbio para Bournemouth, Inglaterra

Ganhador do concurso: Camila Leite Vieira de Riberão Preto, São Paulo.

Frase: Crescer. Isso é o que eu quero, não apenas com a faculdade que faço, ou com o mundo profissional que me aguarda. Quero mais do que isso! Novas culturas, novo idioma, novos lugares. É isso que nos faz aprender a viver! É sonhar alto e fazer disso realidade. Que Janeiro de 2011 seja assim, tão intenso e diferente quanto eu sempre imaginei!

Premiação

O ganhador terá direito a um intercâmbio cultural de 4 (quatro) semanas para Bournemouth, Inglaterra, incluindo:
- Curso de inglês geral (15 horas por semana)
- Hospedagem
- City tour de Bournemouth
- Seguro viagem de 1 (um) mês pela Global Guard ME
- Cartão telefônico
- Apoio e instruções para auxílio na obtenção do visto britânico
* Consulte todos os Termos e Condições do concurso.

Fonte : www.angusti.com.br

domingo, 24 de outubro de 2010

Inglaterra



Berço do inglês, terra da rainha e pais do chá, a Inglaterra é a união entre tradição e vanguarda. Então nada de ir ao Big Ben sem antes conhecer a agitação londrina. Nada melhor que uma pitada de diversão em sua experiência com os pontuais ingleses.
beatles_mbe02.jpgO berço do inglês te espera com a pontualidade britância de sempre. Conhecida recentemente de aventuras de Harry Potter, passando pelo sucesso de seus times de futebol, como o Manchester United FC, a Inglaterra atual é uma ótima pedida para quem quer especialização unida com uma experiência completa. Isso porque a Liverpool dos Beatles, a linda costa de Bournemouth ou a tradição de Oxford não vão te deixar na mão.

Se você está procurando um programa certo para suas férias e tem até 17 anos, o programa de treinamento do Manchester City mais aulas de inglês e futebol é a melhor pedida. Mas as opções não têm fim. Afinal de contas tem para todos os gostos, prova disso é a entrada anual de 700 mil estudantes para estudar inglês com todo o estilo britânico. Então seja para a profissão, para os estudos ou para especialização a hora é essa de ir conhecer a terra das damas e cavalheiros.

portaldointercambio.com

domingo, 3 de outubro de 2010

FAPESP- Lança Programa de Intercambio com Reino Unido



                            

A Fapesp (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo), em parceria com o King's College London, do Reino Unido, lança programa de intercâmbio entre pesquisadores paulistas e britânicos. Há oportunidades nas mais diversas áreas do conhecimento científico e tecnológico. O prazo para a submissão das propostas segue até o dia 5 de julho.
Para participar os candidatos devem ter vinculado com instituições de Ensino Superior ou pesquisa do Estado de São Paulo, responsáveis por auxílios apoiados pela Fapesp e vigentes nas modalidades Auxílio à Pesquisa - Regular, Auxílio à Pesquisa - Projetos Temáticos, Apoio a Jovens Pesquisadores ou Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão. No caso específico de Projetos Temáticos, será permitido que os pesquisadores principais também apresentem propostas.
As propostas devem ser apresentadas simultaneamente pelo pesquisador do Estado de São Paulo à Fapesp e pelo seu colaborador do Reino Unido ao King's College London. Cada uma das partes efetuará a seleção das propostas segundo sua sistemática de análise. Somente as propostas aprovadas por ambas serão financiadas. As propostas deverão ser submetidas em inglês.
Os projetos aprovados receberão recursos de até 6 mil libras anuais, destinados necessariamente e exclusivamente a despesas de mobilidade (passagens, diárias e seguro-saúde) e nos termos do acordo entre as instituições. Os financiamentos terão duração máxima de 24 meses.
Enquanto a Fapesp será responsável pela aquisição de passagens aéreas, seguro-saúde e diárias para manutenção de pesquisadores do Estado de São Paulo no Reino Unido, o King's College London arcará com os custos de passagens aéreas, seguro-saúde e diárias para manutenção de pesquisadores do Reino Unido no Estado de São Paulo.
Mais informações podem ser obtidas no edital do programa, disponível no site da Fapesp.


Fonte:www.universia.com.br